Manter uma dieta saudável nem sempre é fácil.  É uma mudança que leva tempo, planejamento e disciplina para fazê-lo corretamente.

É uma decisão que precisa ser colocada em prática até se tornar um hábito para a melhora da saúde, e com a saúde dos nossos olhos não seria diferente.

Uma das coisas mais importantes que você pode fazer pela sua saúde é certificar-se de que está comendo alimentos que ajudarão a manter seus olhos saudáveis, assim como todas as outras partes do seu corpo. Este artigo analisará alguns dos melhores alimentos para uma boa saúde ocular, assim como alimentos que são prejudiciais também.

Boa leitura!

A importância da alimentação para a saúde visual

Você sabe que uma boa alimentação influencia muito na sua visão? O corpo alimenta nossos olhos com vitaminas e oxigênio que eles precisam. Por isso é importante consumir alimentos que sejam antioxidantes, que também ajudam a eliminar os radicais livres responsáveis ​​por doenças. Alguns alimentos, de fato, possuem combinações especiais de elementos que ajudam a enxergar melhor. Afinal, tudo o que ela recebe – vitaminas, sais e nutrientes – vem do que comemos.

Quais os melhores alimentos para os olhos?

Temos alimentos naturais que trazem benefícios para o corpo e principalmente para os olhos.

Aqui listamos alguns deles e as suas funcionalidades:

Água

Uma dica importante para cuidar da saúde ocular é consumir bastante água, pois além de hidratar o corpo como um todo e melhorar o seu funcionamento, a água também é importante para hidratar os olhos, isso mesmo, porque eles precisam das lágrimas e se bem hidratados impedem o atrito entre a córnea e a pálpebra, auxiliando na lubrificação dos olhos.

Alho e Cebola

Além de serem alguns dos temperos mais usados e saborosos, eles são ricos em vitaminas B, C, cálcio, fósforo, possuem ação antiviral e antimicrobiana. Outro ponto importante é que eles auxiliam a diminuir da pressão arterial, o que ajuda indiretamente o surgimento de doenças oculares como o glaucoma e ajudam a controlar o colesterol;

Alimentos Alaranjados

Ricos em vitamina A e betacaroteno. Esses nutrientes são importantes em uma alimentação saudável, pois funcionam como antioxidantes que ajudam a proteger a retina. Além disso, também auxiliam na saúde da pele e previnem o envelhecimento precoce de outras células.

Uma alimentação com falta de vitamina A pode causar a chamada cegueira noturna. Ou seja, está ligada à dificuldade de enxergar a noite, ou em ambientes com pouca luminosidade.

Exemplos:

  • Cenoura;
  • Abobora;
  • Mamão;
  • Tangerina;
  • Laranja;

Azeite de Oliva e Óleo de Linhaça

Ao usar o azeite de oliva em sua alimentação, você estará ajudando a proteger seus olhos, pois ele é rico em ômega 3 que auxilia como antioxidante; e em vitamina E polifenóis, com ação anti-inflamatória. Ajudam a prevenir a síndrome do olho seco e a degeneração macular.

Assim como o azeite de oliva, o óleo de linhaça contém ômega 3, mas também possui ômega 6, ômega 9 e vitamina E. Ajudam a fortalecer o sistema imunológico, auxilia na lubrificação e hidratação dos olhos diminuindo a sensação de ardência, além de sensibilidade à luz e coceira.

Folhas Verdes Escuras

Ricos em luteína e zeaxantina, são antioxidantes que possui ação anti-inflamatória e cicatrizante. Ajudam a proteger a visão, melhorando a percepção de brilho, facilitando a visão à distância. Além disso, contem ácido fólico, um mineral que estimula a produção de sangue e previne a anemia, contribuem para melhorias no alcance visual, previnem o desenvolvimento da degeneração macular, na percepção de contrastes e no conforto relacionado ao brilho intenso.

Frutas vermelhas

Ricos em vitamina, esses nutrientes tem a função de serem antioxidantes e flavonoides. Em outras palavras, eles ajudam a combater os radicais livres e auxiliam na prevenção da perda de visão. Esses alimentos também atuam como uma medida preventiva contra a degradação do tecido ocular, fortalecendo a imunidade e afastando microrganismos patogênicos.

Exemplos:

  • Morangos;
  • Amoras;
  • Cerejas;
  • Framboesas;
  • Mirtilos;

Ovos

Os ovos possuem vitaminas, minerais, proteínas e gorduras que fazem bem à saúde, como a luteína, zeaxantina, Vitamina C, Vitamina E e Zinco. Esses nutrientes ajudam a minimizar as chances de degeneração macular, a proteger seus olhos contra a cegueira noturna e olhos secos. Contudo, ao consumir fique atento aos níveis de colesterol no sangue.

Peixe

Ao adicionar peixe em sua alimentação, você adiciona um alimento saudável e importante, pois são ricos em ômega 3, minerais e vitaminas como A, B, D e E, que fazem bem para visão. Ou seja, ajudam na lubrificação dos olhos e a manter a integridade das células da nossa retina. Além disso, melhora a circulação sanguínea, aumentando a quantidade de oxigênio e nutrientes enviados para as células do olho.

Exemplos de peixes que contêm níveis mais benéficos de Ômega-3:

  • Salmão;
  • Atum;
  • Sardinhas;
  • Truta;

Mas assim como há os alimentos que fazem bem para a sua saúde, existem aqueles que são extremamente nocivos à sua saúde.

Óleos Vegetais e Margarinas

Alguns óleos e margarinas podem até parecer inofensivos por serem “vegetais”, mas a maneira que são produzidos e conservados pode ser prejudicial à saúde, uma vez que eles passam por uma grande quantidade de processos químicos para deixar esses produtos “prontos” para o consumo. O resultado de tantos processos são gorduras poli saturadas que são excessivamente perigosas para a nossa saúde já que elas são de fácil oxidação o que provoca a inflamação dos tecidos.

Açúcares

O diabetes tanto pode ser uma doença genética quanto provocado pelo consumo excessivo de açúcar. Chega um determinado tempo em que o corpo passa a sentir dificuldade para realizar o processamento do açúcar, chegando a um período que se torna impossível digerir. O que muita gente não sabe, no entanto, é que isso também afeta diretamente a visão. A retinopatia diabética, por exemplo, provoca perda de visão e danos irreversíveis aos olhos. Por isso, todo cuidado é pouco!

Alimentos ricos em gorduras trans

Esse ingrediente que “dá liga” em comidas ultra processadas, são aquelas que passam por muitas intervenções industriais antes de chegarem às prateleiras. Massas, doces, sorvete, margarina, fast-food e até a aparentemente inofensiva pipoca de micro-ondas são ricas em gordura trans. Essa gordura entope as artérias e, nos olhos, é prejudicial para a irrigação sanguínea.

Bebidas alcoólicas

O suor, a urina e a saliva representam apenas 5% da bebida em seu corpo ao ingerir álcool. Isso ocorre porque seus olhos tendem a ficar mais vermelhos depois de beber álcool, já que apenas uma pequena porcentagem é eliminada por meio desses processos. Os 95% restantes do material ingerido precisam ser digeridos pelo corpo. Isso leva a problemas para as pálpebras porque elas aumentam e as pessoas podem sofrer alterações em sua visão. As alterações comumente relatadas incluem visão embaçada, imagens duplas, perda de distância e profundidade e outros problemas com foco. Ao longo de uma noite, esses problemas podem ser aliviados se a pessoa se abstém de álcool. No entanto, as consequências a longo prazo do abuso de álcool podem causar problemas nos músculos oculares que afetam o foco – isso causa perda da visão periférica.

E o que pode ser feito para prevenir o quanto antes?

É importante consultar um médico sobre quaisquer problemas oculares que você possa ter. Muitas pessoas nem sabem que têm problemas, mesmo os de longo prazo. Outros têm um longo atraso entre perceber problemas com os olhos e procurar tratamento. Além de consultar um médico para problemas diagnosticados, também é importante consultar um oftalmologista sobre problemas contínuos com sua visão. Ao verificar os pacientes, um médico sempre pergunta sobre hábitos de vida. Isso permite que eles identifiquem condições que não são causadas por distúrbios oculares. Eles também medem a pressão intraocular e verificam outras partes do olho em busca de doenças.