Os olhos humanos necessitam da escuridão para gerar estímulo às células da visão periférica, bem como para relaxar o nervo óptico e os músculos (dentre eles, o que há ao redor da pupila).

Da mesma forma, também necessitam da claridade natural para os mesmos fins, além de proporcionar uma melhor circulação ocular ao forçar a contratação da pupila. É aí que o Sunning (ou ensolar) aparece como uma poderosa alternativa de exercício para os olhos.

Cada parte do corpo possui uma função, bem como a necessidade de descansar. Como os olhos foram feitos para ver a luz, seu relaxamento seria o contrário, ou seja, a escuridão. Para alcançarmos o equilíbrio perfeito entre a luz e a escuridão, o Sunning acaba sendo usado.

O que é Sunning? 

O Sunning (também conhecido como banho de sol nos olhos fechados) se trata de um dos pontos chaves do treinamento visual para a melhora natural da saúde dos olhos. Assim, com a prática deste incrível exercício, é possível, por exemplo, combater a sensibilidade ao sol (também conhecida como fotofobia). Isso acontece por meio do fortalecimento de estruturas como a íris. 

É nessa região, que é a parte colorida dos olhos, onde acontece a movimentação da pupila. Dessa forma, o movimento de contração e de dilatação da pupila se dá pela variação da intensidade da posição que a luz incide nas pálpebras, que estarão fechadas durante a realização do exercício.

Ele precisa ser feito ao ar livre, com você se posicionando sempre de olhos totalmente fechados e de frente para o sol. Assim, o objetivo é ativar o metabolismo das células oculares, que são fotorreceptoras, com aumento do estímulo da circulação sanguínea.

O movimento da cabeça é feito de um lado para o outro. Dessa forma, a íris, que é um músculo, abre e fecha. Isso vai funcionar como uma musculação ocular! O Sunning pode ser feito de pé ou sentado. Porém, o importante é estar em um local aberto. Isso porque os olhos precisam estar expostos à luz natural.

Sobre o horário, o exercício pode ser praticado em qualquer hora do dia por 5 minutos, sempre com os olhos fechados, como destacamos anteriormente. No entanto, quando o tempo estiver nublado ou sem sol, faça o treino palming, que é o exercício de relaxamento dos olhos.

5 benefícios do Sunning: conheça os pontos básicos

Talvez você não conheça alguns desses cinco pontos básicos que resumem bem a base desse maravilhoso exercício, que é um dos pilares do método. Dessa forma, o banho de sol nos olhos fechados — assim como o Palming (treino de relaxamento) — é um dos pontos chaves do treinamento. 

  1. Movimenta a pupila: com a prática do Sunning, por meio da íris, a pupila abre e fecha, e nos deixa menos sensível à luz forte. 
  2. Aumenta o metabolismo dos olhos: porque há o estímulo das células dos olhos pela ação do sol.
  3. Ativa as células da retina: as células dos olhos são fotorreceptoras, ou seja, são sensíveis à luz.
  4. Aquece a córnea: por ser uma estrutura flexível, ao receber a luz do sol, a córnea fica mais moldável aos efeitos dos exercícios nos olhos como, por exemplo, o alongamento.
  5. Ajuda a diminuir resíduos da catarata, pressão ocular e sensibilidade à luz: a exposição inteligente dos olhos ao sol movimenta os líquidos dos olhos. Feito da maneira correta, com o devido cuidado e sem deixar de lado o acompanhamento médico oftalmológico, o Sunning pode agir de forma muito benéfica para catarata, além de glaucoma.

Exercício mais popular entre meus alunos e seguidores

Também não é para menos: ele traz para os olhos todos os benefícios da luz solar, que é um verdadeiro alimento para a visão. Os olhos foram projetados para receber a luz do sol. As células da retina, inclusive, são fotorreceptoras, ou seja, sensíveis à luz.

Dessa forma, como dissemos e ressalto aqui, o Sunning estimula um mecanismo fundamental da visão: a contração e a dilatação da pupila, pela variação da intensidade da posição que a luz incide nas pálpebras.

O exercício pode ser feito em qualquer hora do dia, apesar de muitas pessoas referirem o sol do início da manhã e do fim da tarde como seus preferidos.

Particularmente gosto de praticar o Sunning por 5 minutos e intercalar com o palming por 3 minutos, e depois retomar 5 minutos de sol, e assim por diante. Geralmente pratico e recomendo 3 vezes esta sequência de sol e palming por dia para quem pesquisa melhorar sua visão.

Entretanto, se preferir, você pode fazer somente o Sunning por 15 a 20 minutos sempre que se lembrar do exercício, nas pausas do trabalho ou da escola.

Exercícios Visuais – As vantagens da prática

Os benefícios da luz solar para nosso corpo e nossa visão são imensos. Lembre-se também que a falta de exposição pode acelerar problemas como a miopia, pois seus olhos precisam da luz natural.

Por isso, disse que o exercício faz uma musculação para os nossos olhos, e nos deixa menos sensível à luz forte, ao mesmo tempo em que aumenta a circulação sanguínea e o relaxamento ocular.

“Simplesmente relaxe, respire profunda e lentamente, e visualize o sol, com sua luz e energia, penetrando no seu rosto e nutrindo seus olhos e sua mente” Meir Schneider.

Para complementar o conteúdo deste post, deixo aqui um vídeo onde a prática é feita. Confira abaixo: