IMPORTANTE
Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Assim, consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação. Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.

Pálpebras caídas ou Ptose – que é a denominação médica para caracterizar a flacidez das pálpebras superiores – podem melhorar com alguns exercícios e massagens especiais.

Assim, o mais importante é que esses movimentos podem ser incorporados à sua rotina de musculação para os olhos. Isso porque, em geral, os músculos da pálpebra acabam sendo esquecidos de serem trabalhados.

Dessa forma, com disciplina e mudanças de hábitos, dá para acrescentar treinos básicos e mais rápidos para essa área dos olhos, que vão fortalecer bastante suas pálpebras. E, assim, evitar que elas fiquem flácidas!

Pálpebras caídas: treino especial combate esse problema

Comece massageando a pálpebra com as pontas dos dedos. Sem apertar, vá de um lado ao outro, percorra os cílios. Relaxe, respire, sinta os cílios nos seus dedos. Repita esse movimento mais algumas vezes.

Dessa forma, apoie a ponta do dedo indicador direito na base dos cílios do olho direito e faça o mesmo do lado esquerdo. Então, massageie os cílios de um lado para o outro, os dois ao mesmo tempo. Lembre-se: não faça força, nem aperte, para não machucar os olhos.

Massagem ao redor dos olhos

Dessa forma, para combater pálpebras caídas, junte as pontas dos dedos e comece em cima dos olhos e vá até perto do nariz passando pela lateral dos olhos. Então, faça pequenos movimentos circulares enquanto anda pela sua face.

Além disso, massageie suas bochechas, e chegue até o fim de sua mandíbula, perto das orelhas. Assim, solte a mandíbula e abra bem a boca. Repita esses movimentos por alguns segundos. É importante aproveitar este momento para soltar a mandíbula.

Leves beliscões nas sobrancelhas 

Na sequência dos exercícios para pálpebras caídas, belisque suas sobrancelhas com o polegar e o indicador. Comece perto do nariz e vá fazendo isso até perto da lateral dos olhos. Eles não precisam ser tão sutis, você deve sentir os puxões. Porém, nada forte para machucar sua pele. Assim, você vai ajudar bastante a estimular a circulação e combater a ptose.

Musculação já!

Este movimento para fortalecer a pálpebra é bem simples. Apoie os dedos nos olhos, como se fizesse força para fechá-los. Lembre-se: nada de apertar, seja suave. Depois, force-os para abrirem. Relaxe por um tempo e repita o processo.

Pisque um olho separado do outro

Para relaxar da sequência de exercícios, pisque uma vez o olho esquerdo e depois o direito. Um depois do outro sucessivamente. Tente não mexer a testa nem a boca. Isolar os olhos nesse momento é bem importante.

Pálpebras caídas precisam de alongamento

Para fazer esse exercício, use seus dedos indicador e médio. Dessa forma, coloque um perto da raiz dos cílios e outro próximo ao côncavo. Assim, faça movimentos como se estivesse abrindo e puxando a pele ao mesmo tempo.

IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação.Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.